Connect with us

Famosos

Família de Djidja Cardoso é detida após descoberta de seita ligada a tráfico e crimes bárbaros em Manaus

Familia de Djidja Cardoso e detida apos descoberta de seita

Após uma minuciosa investigação, as autoridades policiais detiveram a mãe e o irmão da empresária e ex-participante do Boi Garantido, Djidja Cardoso, cujo corpo foi encontrado sem vida aos 32 anos, na última terça-feira (28), em Manaus, a capital amazonense. Descobriu-se que mãe e filho lideravam um coletivo conhecido como Pai, Mãe, Vida.

Continua depois da publicidade

Conforme declarado pelos agentes da Polícia Civil, essa associação demandava a utilização de ketamina durante cerimônias realizadas na cidade capital do Amazonas. Além dos parentes de Djidja, empregados do estabelecimento de beleza da família também foram apreendidos. A substância, também chamada de cetamina ou ketamina, é um anestésico empregado tanto na prática médica humana quanto veterinária, categorizada como uma substância ilegal a partir da década de 1980.

Cinco pessoas foram presas após a morte de Djidja Cardoso

No total, o Tribunal de Justiça do Amazonas emitiu cinco ordens de prisão preventiva. Os delitos mencionados incluem tráfico de entorpecentes, formação de quadrilha para o tráfico e estupro, sendo este último relacionado ao irmão de Djidja. A mãe e o irmão da ex-Sinhazinha são identificados como os principais líderes do coletivo. Além disso, as autoridades policiais estão investigando qualquer possível ligação entre a morte de Djidja e as atividades do grupo.

Cleusimar e Ademar Cardoso, respectivamente mãe e irmão da ex-sinhazinha, juntamente com Verônica da Costa, gerente da rede de salões de beleza Belle Femme, de propriedade da família, foram detidos na tarde da última quinta-feira (30). Os agentes de segurança responsáveis pelas prisões afirmaram que eles estavam sob a influência de substâncias entorpecentes e foram encontrados na mesma residência onde Djidja foi encontrada.

Continua depois da publicidade

Familiares de Djidja Cardoso estariam envolvidos em seita

Na casa da empresária, os agentes da Polícia Civil descobriram e apreenderam seringas, anestésicos, medicamentos sob controle especial e vários pacotes de Ketamina. Além disso, a polícia confiscou computadores encontrados no local, os quais serão submetidos à perícia. De acordo com informações obtidas pela Rede Amazônica, as autoridades descobriram a existência do grupo Pai, Mãe, Vida, categorizado como uma seita, que promovia o uso e a comercialização de ketamina na capital do Amazonas.

Conforme divulgado em alguns sites, o grupo compeliria a administração da substância nos seus membros e coagia os colaboradores de uma das filiais do Belle Femme a adotarem os preceitos da doutrina. As averiguações também revelam que certas vítimas do grupo foram alvo de agressões sexuais e submetidas a abortos forçados. O caso permanece em fase de investigação.

Continua depois da publicidade

Copyright © 2020 | Fofochicanco.com