Continua depois da publicidade

Acidente envolvendo um ônibus e duas carretas contabiliza mais uma morte; ônibus estava com 41 passageiros

Acidente aconteceu na sexta, dia 2 de fevereiro. Segundo motorista faleceu no último domingo, dia 4 de fevereiro.

Na manhã de domingo, uma notícia abalou a comunidade de Dourados, MS: Sandro Roberto Gomes Alves, de 50 anos, o segundo motorista de um ônibus envolvido em um terrível acidente na BR-163, perdeu sua batalha pela vida no Hospital da Vida.

O acidente, que ocorreu na sexta, dia 2 de fevereiro, envolveu o ônibus que Sandro estava encarregado de dirigir ao revezar com outro motorista e duas carretas, deixando um rastro de destruição e corações partidos.

O ônibus, que transportava 41 passageiros rumo a Cascavel, Paraná, colidiu frontalmente com uma das carretas em uma tentativa de ultrapassagem malsucedida.

A tragédia não apenas ceifou a vida de Sandro, mas também a do motorista principal, Mauro Marcio dos Santos, no local do acidente, mergulhando famílias e amigos em um luto profundo.

Enquanto a comunidade tenta se recuperar, a polícia e os investigadores buscam respostas. Uma das teorias sugere que a imprudência de Mauro pode ter sido a causa, enquanto outra aponta para a possível interferência de um trator na estrada.

Câmeras de segurança da CCR MSVia, responsável pela rodovia, são esperadas para lançar luz sobre o mistério.

https://youtu.be/DJdNXOpYAPE

Os passageiros, alguns dos quais ajudaram a prestar os primeiros socorros, relataram momentos de puro terror. Victor Fiorese, um dos sobreviventes, descreveu a cena caótica.

Segundo ele, onde crianças choravam e todos lutavam para manter a calma. A empresa Eucatur, proprietária do ônibus, prometeu total apoio aos afetados, garantindo alimentação, hospedagem e assistência contínua.

A comunidade de Dourados, agora unida pelo luto, presta homenagem a Sandro, lembrando-o não apenas como um motorista, mas como um herói que enfrentou seus últimos momentos com coragem indomável.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *