Continua depois da publicidade

Após denuncia, irmãs acumuladoras acabam presas por maus-tratos contra centenas de gatos













Animais foram encontrados dentro da casa.



A Polícia Civil de São Paulo realizou a prisão de duas mulheres acusadas de maus-tratos contra animais. As irmãs, de 49 e 60 anos, viviam em condições insalubres com centenas de gatos.

As irmãs moravam em uma casa em Cotia, na Grande São Paulo, onde o flagrante aconteceu. As duas irmãs sofrem com transtornos mentais e vivem como acumuladoras, onde os animais eram mantidos.

A denúncia partiu de frequentadores de uma escola localizada ao lado da residência. A polícia esteve no endereço para averiguar a denúncia e confirmaram a situação insalubre.

No local, a polícia encontrou lixo, sacos com fezes, muito entulho e centenas de gatos, inclusive gatos mortos. Alguns dos animais estavam em caixas de transporte, enquanto outros estavam soltos.

Ainda segundo as informações, havia um forte odor na casa. Segundo informações do delegado Cícero Simão Costa, autoridades sanitárias da cidade e perícia foram acionados.

O delegado ainda informou que as duas irmãs não estavam em casa quando a polícia chegou. As duas acabaram presas em flagrante devido as circunstâncias as quais os animais eram expostos.

Os animais foram recolhidos pelo Centro de Zoonoses da Prefeitura de Cotia. Segundo as informações, cerca de 300 animais foram resgatados no endereço. O estado de saúde dos animais não foi detalhado.

Com a detenção das irmãs e o resgate dos animais, equipes de limpeza foram acionadas e estão realizando uma limpeza no imóvel. Não há mais detalhes sobre o caso.








Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *