Continua depois da publicidade

De cortar o coração: Deitada em maca, mãe vai ao velório de filha que perdeu a vida em acidente que deixou 24 vítimas fatais na BR-324

Pai da adolescente faz depoimento comovente relembra a última vez que viu a filha.

Flávia Carneiro, com 34 anos, uma das sete sobreviventes do trágico acidente envolvendo um caminhão e um ônibus de turismo, que resultou em 24 vítimas fatais na Bahia, esteve presente no velório de sua filha, Isabela Santos de Almeida, de 14 anos.

Durante a cerimônia, Flávia repousava em uma maca, com a cabeça enfaixada. O velório ocorreu na manhã desta terça-feira (9), no estabelecimento da mãe de Flávia e avó de Isabela, Maria Eunice Gonzaga, na cidade de Jacobina, localizada no interior do estado da Bahia. A proprietária do local também faleceu em decorrência do impacto.

  • Flávia Carneiro viajava com os seguintes familiares:
  • Isabela Santos de Almeida, de 14 anos – Filha;
  • Maria Eunice Gonzaga – Mãe;
  • Gleidson Santana de Andrade – Namorado;
  • Paulo Jesus Araújo – Padrasto;
  • Ana Clara Santos Silva, de 16 anos – Prima.

Flávia Carneiro (à esquerda) e Ana Clara Santos (à direita)

VÍDEO Nº 1

Ainda de acordo com as informações repassadas sobre o caso, deste grupo familiar, apenas Ana Clara e Flávia Carneiro sobreviveram a colisão entre o ônibus e um caminhão.

No velório a mãe da adolescente visivelmente devastada afirmou que pouco antes do acidente ela sentiu que o motorista do ônibus havia aumentado a velocidade.

Flvia acompanhou velrio da filha Foto Filipe Costa

Flávia também falou sobre o último dia que teve junto de sua família:

“A gente chegou lá cedo, 5h [de domingo], foi tranquilo. Todo mundo bem alegre, rindo. As meninas não conheciam a praia ainda. A gente só queria voltar em paz, mas aconteceu essa tragédia e eu perdi minha família”, revelou Flávia.

VÍDEO Nº 2

Ao portal de notícias G1, Alexandre Almeida, pai de Isabela, contou que esteve com a filha na noite do último sábado (6), ele teria levado dinheiro para a adolescente fazer um lanche na viagem. Consumido pela dor, Alexandre deu um depoimento comovente.

Para assistir o vídeo com o depoimento de Alexandre CLIQUE AQUI!  

A tragédia ocorreu durante a noite do domingo (7), no retorno dos turistas, em uma parte da BR-324, nas proximidades da cidade de São José do Jacuípe. A Prefeitura Municipal de Jacobina organizou um velório coletivo que foi marcado por muita comoção.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *