Connect with us

Famosos

Jornalista que atuou no G1 perdeu a vida de maneira precoce; familiares e amigos estão desolados

Minuto Info
Publicidade - OTZAds

O Brasil perdeu na madrugada desta quinta-feira (1º), um grande nome do jornalismo. A jornalista cuiabana Denise Soares, de 32 anos, morreu vítima de um infarto.

Publicidade - OTZAds

Denise se formou em jornalismo na Universidade de Cuiabá (Uinic), em seus dez anos de carreira a jovem jornalista trabalhou como repórter no portal de notícias da Globo G1, onde ela foi uma das primeiras colaboradoras e ficou na empresa por cerca de 10 anos.

Atualmente Denise Soares se dedicava ao portal ‘Leiagora’, onde era colunista e responsável pelos editoriais de ‘Cotidiano e Polícia’.

A notícia da morte de Denise Soares caiu como uma bomba no universo do jornalismo brasileiro. De acordo com os familiares de Denise, há algum tempo ela vinha reclamando de uma fadiga extrema e que por isso passaria por uma consulta médica nesta quinta-feira, mas não deu tempo.

Os companheiros de profissão e amigos de Denise lamentaram a morte repentina da jornalista, conhecida por sua alegria e por amar incondicionalmente o jornalismo.

Publicidade - OTZAds

“Sei que muitos amavam e admiravam nossa querida Dê. É com profundo pesar que comunicamos”, afirmou a jornalista Marina Martins, diretora-geral de jornalismo do Leiagora, ao lamentar a morte de Denise.

Sempre acolhedora e amiga, ela era considerada a alegria da redação.

Denise era casada, ela deixa a esposa, pai, irmãos e muitos amigos que já estão com a saudade da sua alegria.

Não foi repassado para os fãs da jornalista informações sobre o velório e sepultamento da jornalista.