Continua depois da publicidade

número de vítimas fatais sobe para 12 e governo reage













Cidades do RJ sofrem com tragédia anunciada.



O Rio de Janeiro vive momentos de muita apreensão e caos com os danos causados pelas fortes chuvas que atingem o estado. Pelo menos 12 pessoas morreram em decorrência das enchentes.

Duas pessoas seguem desaparecidas na Zona Norte do Rio de Janeiro: um homem identificado como Jackson da Silva, do Complexo do Chapadão, e uma mulher desaparecida no Rio Botas.

Os municípios de Nova Iguaçu, Belford Roxo, Duque de Caxias, São João de Meriti e Rio de Janeiro registraram mortes. A situação é de emergência e os governos municipal, estadual e federal estão dialogando.

“O estado e as cidades têm que ser, cada dia mais, resilientes. Temos que trabalhar a cada dias mais nas questões das obras que ajudem a que situações como essas não aconteçam mais”, declarou o governador Claudio Castro.

As fortes chuvas causaram alagamentos em alguns pontos. Para muitos moradores, o filme “repetido” significa perdas materiais que acabaram de ser reconquistadas.

Isso porque em algumas regiões do estado, todo ano o filme se repete. A falta de estrutura apropriada para suportar os grandes volumes de chuva que atingem a região todo ano é um dos motivos pelos quais a tragédia se repete.

No Rio de Janeiro, moradores denunciam nas redes sociais todas as perdas sofridas em casa. Até o momento, a resposta oferecida pelo governo do estado não tem sido suficiente para combater as grandes perdas que muitas famílias já sofreram até agora.








Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *