Continua depois da publicidade

Pai de jovem que faleceu após relações com jogador afirma ter discutido com o atleta: “Não esboçou preocupação”

Caso esta sendo investigado pela Polícia Civil.

A quarta-feira (31/01) começou com grande repercussão sobre a morte de uma jovem, de apenas 19 anos, após passar mal na companhia de um jogador do Corinthians. Os dois mantinham relações sexuais no momento.

Segundo as informações disponíveis, que estão sendo alvo de investigação da Polícia Civil, Dimas Cândido (18) foi quem acionou o Samu após a jovem começar a dar sinais de mal-estar.

O jogador, que integra o sub-20 do clube paulista, relatou à polícia que os dois mantinham relações sexuais quando a jovem passou mal. Já no Pronto Socorro, o jogador teria se desentendido com o pai da jovem.

Rubens Chagas Matos, pai da jovem, se encontrou com o jogador no hospital e relatou que Dimas não teria “esboçado nenhuma preocupação ou sentimento”. O jogador ainda teria dito que planejava uma viagem à Minas naquela noite.

Dimas teria contado à Rubens, enquanto a jovem era socorrida, que tinha uma passagem de ônibus para Minas Gerais mas que não poderia viajar por conta do episódio envolvendo a jovem.

De acordo com o pai da jovem, os dois teriam se desentendido por conta dessa declaração e brigado dentro do hospital. Depois disso, Rubens teria acionado a polícia militar.

A jovem, identificada como Lívia, deu entrada na unidade com um quadro de hemorragia genital. A jovem passou por tentativas de reanimação, mas não resistiu e teve o óbito confirmado.

Contrariando o pai da jovem, o tenente Lucas Sarri, da Polícia Militar, relatou que Rubens e Dimas apresentavam comportamento normal no PS.

“Todas as partes da ocorrência estavam tranquilas, ninguém estava alterado ou esboçando nenhum comportamento atípico”, declarou.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *