Continua depois da publicidade

“Todo dia é um inferno”, pai do menino Edson Davi desabafa após aniversário sem o filho

Edson Almeida ainda não conseguiu voltar a trabalhar.

Edson Almeida, pai do menino Edson Davi, fez um novo desabafo relacionado ao desaparecimento da criança. O menino sumiu ainda no começo do mês de janeiro, em uma praia do Rio de Janeiro.

Para a polícia, a principal teoria é de que Edson tenha entrado na água e se afogado. A polícia investigou a possibilidade de sequestro, mas acredita que não existem indícios de que o menino tenha sido abduzido.

A família, por outro lado, questiona essa tese. A mãe do menino inclusive já chegou a dar entrevista, afirmando acreditar que o filho foi, na verdade, levado por alguém que estava na praia.

Em nova declaração, dessa vez ao O Globo, Edson Almeida se manifestou sobre o momento delicado. O pai fez aniversário e contou que não conseguiu comemorar, porque queria o filho ao seu lado.

Eu não consigo fazer mais nada, não consigo trabalhar, nada. Todo dia é um inferno, todo dia eu choro, estou destruído, minha vida parou totalmente. Nós vamos ter que voltar, porque as contas não param de chegar, mas ainda não tenho uma data certa, não estou em condições de pensar nisso“, declarou.

Almeida ainda confirmou que deve voltar a trabalhar na praia, exatamente onde o menino desapareceu. Edson Almeida trabalha em um quiosque, onde o menino foi visto pela última vez.

Existe a tese de que o corpo da criança tenha sido levado por corrente da maré, o que dificulta a recuperação. A família ainda acredita que o menino foi sequestrado.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *