Continua depois da publicidade

Ultramaratonista é encontrada carbonizada em SP; o que se sabe até o momento

A ultramaratonista foi encontrada carbonizada e as autoridades estão investigando com mais detalhes o que teria ocorrido.

As autoridades encontraram o corpo da ultramaratonista Camila Matte, de 44 anos, que estava desaparecida desde o último domingo, dia 14 de janeiro. O seu corpo foi encontrado em uma canavial na região de Leme, em São Paulo.

O corpo de Camila foi achado com queimaduras na cabeça, e no momento, está sendo aguardado uma perícia e o laudo necroscópico do IML (Instituto Médico Legal) para determinar qual teria sido a causa de seu falecimento.

Pessoas próximas da ultramaratonista declararam que Camila iria visitar os pais em São Carlos antes de desaparecer. Também foi dito que houve uma briga com o marido na noite anterior ao seu desaparecimento. Com isso, ele foi ouvido pela polícia como testemunha. O motivo da discussão não foi detalhado.

“Eu vou ser bem claro. Se quiser ajudar a Camila, divulga a imagem que eu passei [informativo sobre o desaparecimento dela]. Não estou querendo ser sem educação, mas eu não dou entrevista para ninguém. […] Estão distorcendo as coisas”, chegou a declarar ele, ao ser abordado.

Neste momento,  a Polícia Civil está analisando imagens das câmeras de segurança para compreender o trajeto que Camila teria feito e se estava sozinha no momento em que tudo aconteceu.

A quebra de sigilo bancário foi solicitada para verificar quais movimentações financeiras teriam ocorrido após o desaparecimento, investigando a possível motivação para o crime.

Além disso, os investigadores consideram importante analisar as mensagens de WhatsApp enviadas por Camila nas horas anteriores ao desaparecimento. Camila Matte começou no esporte aos 9 anos, destacando-se no triathlon aos 16.

Como ultramaratonista, participou de eventos internacionais e completou diversos desafios. Ela chegou a percorrer 170 km por França, Suíça e Itália em 45 horas. A polícia continua as investigações para esclarecer os detalhes do caso.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *