Continua depois da publicidade

VÍDEO: Quem a jovem que perdeu a vida em ataque a tiros diante das câmeras de um posto de combustíveis: PM é suspeito

O caso segue sob investigação.

Há suspeitas de que um membro da Polícia Militar seja responsável por disparar fatalmente contra Fernanda dos Santos Pereira, uma jovem de 23 anos, nas primeiras horas desta última quinta-feira (11) em um posto de combustível estabelecido na cidade de Ilhéus, situada na região sul do estado da Bahia. O ato criminoso foi capturado por câmeras de segurança.

Por meio de um comunicado, a equipe de comunicação da 29ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), à qual pertence o PM conhecido como João Wagner Madureira, conhecida pela alcunha de “Cenoura”, anunciou a abertura de um inquérito para investigar os detalhes do ocorrido.

A defesa do policial emitiu uma declaração, assegurando que o suspeito se apresentará voluntariamente às autoridades policiais. Alegou também que João Wagner não tinha qualquer conhecimento prévio da vítima, que se encontrava completamente ‘descontrolada’ na cena, e que o disparo foi acidental.

Nas imagens, é evidente que Fernanda dos Santos Pereira está agachada, enquanto um homem se aproxima dela empunhando uma arma. Em seguida, ele desfere um chute contra a jovem.

Após a agressão inicial, os dois envolvem-se em uma discussão, durante a qual Fernanda reage com tapas. O suspeito retaliou, iniciando uma série de agressões.

O agressor consegue imobilizar a vítima e efetua disparos de arma de fogo contra ela. Embora haja outras pessoas presentes no posto de combustível que observam a cena, ninguém interveio para impedir as agressões.

Para assistir ao vídeo CLIQUE AQUI!

Fernanda recebeu atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e após ser estabilizada foi conduzida para uma unidade hospitalar da região, porém, lamentavelmente, não sobreviveu aos ferimentos.

As investigações sobre o caso estão em andamento. Não há informações sobre o velório e sepultamento da vítima.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *