Continua depois da publicidade

briga entre vizinhos por descarte de lixo termina em morte dentro de condomínio

Polícia militar esteve no local e vizinho foi preso.

Uma briga entre vizinhos, num condomínio em Goiás, resultou na morte de um morador e na prisão de outro. A polícia militar esteve no local, onde constatou os fatos e prendeu o agressor.

No entanto, foram divulgadas mais informações sobre o caso que trouxeram espanto e repercussão. As brigas entre os envolvidos, segundo as informações, eram constantes e antigas.

As brigas teriam iniciado há algum tempo, cerca de cinco anos, envolvendo a avó de João Tovar Ataíde, de 20 anos, que foi morto a facadas. A mulher, que sofre de alzheimer, tinha o hábito de descartar lixo pela janela, o que incomodava os vizinhos do andar de baixo.

De acordo com a polícia militar, os relatos são de brigas recorrentes envolvendo os moradores dos dois apartamentos. Até que, na tarde da última terça-feira (30/01), João teria invadido o apartamento do vizinho de baixo.

A briga teria começado, quando os vizinhos mais uma vez reclamaram da situação, e João invadiu o apartamento do andar debaixo. Segundo a polícia militar, o homem chegou a agredir a mãe do morador, que depois reagiu esfaqueando o desafeto.

“O apartamento conta com uma grade de proteção e a porta da entrada. Ele arrebentou tanto a grade como a porta e adentrou ao apartamento e começou a agredir a mãe do autor do crime. Nisso, o autor pegou uma faca, a vítima foi para cima do autor e recebeu uma facada no lado esquerdo do abdômen”, afirmou o tenente Luis Alexandre.

A polícia militar foi acionada e prendeu o vizinho em flagrante. O caso foi registrado como homicídio. João faleceu ainda no local, sem ter tido chance de ser socorrido.

Até o momento, a polícia optou por não divulgar as informações sobre a identidade do homem preso, tampouco sobre sua mãe ou demais moradores do apartamento. O caso continua sendo investigado pela polícia.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *