Connect with us
Publicidade - OTZAds

Famosos

o que leva a síndrome que tirou a vida de ex-jogadora Isabel Salgado

Minuto Info

Os fãs de vôlei e amantes do esporte lamentam hoje a morte de Isabel Salgado, ex-atleta de vôlei que fez história. Aos 62 anos, ela esteve internada no Hospital Sírio Libanês, de São Paulo, e não resistiu a complicações de saúde.

Publicidade

Segundos pessoas próximas à Salgado, a ex-atleta morreu vítima de Síndrome Aguda Respiratória do Adulto (SARA). Segundo uma mensagem de Paula Barreto, que produzia um documentário sobre Salgado, os médicos identificaram uma bactéria no pulmão.

Ainda de acordo com Barreto, Salgado já passava mal em casa. Ela teria feito teste para covid, com resultado negativo, e acabou indo para o hospital apenas depois de passar mal, alguns dias depois de começar o mal-estar.

Internou no Sírio já no CTI (Centro de Terapia Intensivo). Detectaram que a bactéria já tinha tomado todo o pulmão. Foi entubada e teve uma parada cardíaca às 4 da manhã hoje“, afirmou Barreto.A SARA é uma condição de insuficiência respiratória causada por diversos motivos. A principal consequência da síndrome é o acúmulo de líquido no pulmão, o que leva a uma redução de oxigênio no sangue e causa insuficiência respiratória.

No caso da ex-jogadora Isabel Salgado, a infecção bacteriana levou ao quadro. A SARA, segundo especialistas, é um quadro que deve ser tratado como grave, ou seja, na UTI. O tratamento é voltado ao problema original, que causou o quadro.

Isabel fez história como atleta de vôlei e desenvolvia, junto de Paula Barreto, um documentário que seria lançado pela HBO. Não há informações sobre o projeto após sua morte.

Publicidade - OTZAds