Connect with us

Notícias

Quem é o PM que perdeu a vida após receber injeção em casa de técnica de enfermagem, imagens flagraram a ação

Quem e o PM que perdeu a vida apos receber

O caso segue observação.

Continua depois da publicidade

O policial militar Edno Ferreira Junior, que perdeu a vida após receber uma medicação intravenosa, na cidade de Taquaritinga, localizada no interior de São Paulo, começou a apresentar mal-estar segundos após a aplicação da injeção, realizada por uma técnica de enfermagem em sua residência, sem prescrição médica, na tarde desta última quarta-feira (13).

A informação foi repassada pelo delegado encarregado da investigação, Renato Cândido Soares, com base em uma análise preliminar das imagens capturadas pelas câmeras da casa. Vale ressaltar que as gravações não foram divulgadas.

“O policial está sentado próximo a uma mesa, com um torniquete no braço. A indiciada se aproxima dele com a seringa, faz a aplicação intravenosa, e logo em seguida ele começa a passar mal, já cai ao chão, onde nós acreditamos que ele tenha vindo a óbito. Em segundos, ele já começa a abaixar a cabeça, passar mal e já cai”, disse.

Continua depois da publicidade

A profissional identificada como Tatiani Cristina Gonçalves, de 41 anos, foi detida e encaminhada à prisão de São Carlos (SP), mas obteve liberdade provisória após participar da audiência de custódia.

Conforme relatado pelo delegado, os dispositivos móveis e computadores pertencentes a Tatiani foram apreendidos para serem submetidos à perícia. Além disso, Soares planeja entrevistar testemunhas e está aguardando os laudos do Instituto Médico Legal (IML) para esclarecer as circunstâncias da morte.

Ainda de acordo com o agente de segurança, muitas pessoas devem ser ouvidas durante as investigações, além da apreensão de celulares e computadores que devem seguir para a realização da perícia.

Conforme registrado no boletim de ocorrência pelas autoridades competentes segundo os relatos de pessoas pertencentes da vítima, Edno passou a utilizar morfina após fraturar costelas em decorrência de um acidente de trânsito no final do ano 2022.

Para a administração do medicamento, ele contratou os serviços de Tatiani, que fornecia a substância mediante pagamento. Contudo, diante das autoridades, a enfermeira afirmou que na quarta-feira foi a primeira vez que conduziu o procedimento no policial e que ele teria trazido a injeção pronta, sem que ela tivesse conhecimento sobre qual medicamento estava sendo utilizado.

Após passar mal, Edno foi socorrido e levado para uma unidade de saúde mais próxima, mas evoluiu para o óbito. As causa da morte do PM deve ser confirmada através dos exames cadavéricos realizados pelo legista do Instituto Médico Legal (IML).

Para assistir ao vídeo CLIQUE AQUI!

Há suspeitas de que a profissional de saúde vinha desviando medicamentos da Santa Casa de Taquaritinga, onde a enfermeira trabalha. Em sua residência foram encontrados medicamentos como por exemplo, soro fisiológico e ampolas de cloridrato de tramadol.

O sepultamento do PM aconteceu na manhã desta última sexta-feira (15), na cidade de Santana da Ponte Pensa, localizada no interior do estado de São Paulo.

Continua depois da publicidade
Leia Mais
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2020 | Fofochicanco.com