Continua depois da publicidade

PM que atirou a queima-roupa contra manifestante desarmado vai responder por homicídio culposo

Caso gerou revolta entre moradores.

Na última quinta-feira (08/02), uma filmagem perturbadora viralizou nas redes sociais e circulou em vários perfis. Nas imagens, um policial aparece disparando a queima-roupa contra um homem.

A cena foi gravada no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, na quinta-feira. Na ocasião, moradores estavam promovendo uma manifestação contra a operação policial, que acumula denúncias de supostos abusos.

As imagens mostram o momento em que um policial se aproxima de um rapaz, palavras são trocadas e o disparo é feito. A vítima foi identificada como Jefferson de Araújo Costa.

O vídeo mostra a aproximação do policial militar, que já se aproxima com o fuzil apontado contra o rapaz. Após o disparo, o PM apenas vira de costas e deixa o local. A vítima é amparada por uma, as imagens mostram o sangue jorrando.

Segundo a Polícia Militar, o PM envolvido no caso já foi identificado. Ele usava uma câmera portátil e as imagens foram recolhidas. No entanto, chama a atenção que o caso tenha sido registrado como homicídio culposo.

O autor do disparo prestou depoimento à autoridade policial na DHC, que, após análise dos elementos apurados, entendeu se tratar de homicídio culposo, sem intenção de matar. Desta forma, por atribuição legal, o caso foi encaminhado para a Justiça Militar”, diz nota da Polícia Civil.

A vítima tinha apenas 22 anos e participava do protesto, segundo moradores. O registro como culposo, quando não há intenção de matar, gerou revolta e repercussão.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *