Continua depois da publicidade

Vídeo flagra encontro de atleta com suposta criatura sobrenatural durante corrida no Havaí e imagens assustadoras viralizam

O caso gerou uma enorme repercussão e a criatura seria uma entidade conhecida como nightmarchers.

Uma atleta que participava de uma competição de 160 quilômetros no Havaí aparentemente encontrou-se com uma assustadora criatura lendária, mas só percebeu o ocorrido quando já estava bastante distante do local.

Kay Borleis, designer e competidora de ultramaratonas, estava participando da prova HURT 100 miles em Oahu, Havaí. No entanto, pela primeira vez em sua experiência como atleta amadora, ela sofreu uma lesão e teve que desistir da corrida.

Kay afirmou que esta prova é extremamente exigente devido à presença de inúmeros desafios, como raízes densas cobertas de lama, várias travessias de água, penhascos e declives íngremes e rochosos. Os participantes completam cinco circuitos no mesmo percurso, totalizando 100 milhas.

Entretanto, lesionada, a única opção para Kay foi retornar ao seu lar. No conforto de casa, recebeu as imagens capturadas durante a corrida pela sua amiga Cassie e, somente nesse momento, percebeu a sinistra situação que havia ocorrido com ela.

Uma sequência de fotos quando foi colocada em movimento expõe uma criatura que aparentemente usa uma capa passando pela atleta.

Ao examinar a peculiar situação após a corrida, Kay deparou-se com uma narrativa local intrigante que sugere que a área é habitada pelos espíritos de guerreiros havaianos falecidos, conhecidos como Nightmarchers. Essas entidades, conforme relatado pela revista Honolulu, “supostamente viajavam à noite para proteger as pessoas e são tão sagradas que uma pessoa comum nunca teria permissão de olhar para elas. Quebrar essa regra significa a morte”, relatou Kay.

A narrativa assustadora acabou gerando indignação entre alguns habitantes locais do Havaí, os quais acusaram a mulher de inventar a história. Expressaram maldições e manifestaram o desejo de que ela realmente encontrasse um Nightmarcher para que pudesse vivenciar a realidade e para que tivesse uma “morte violenta”.

Entretanto, Kay negou as acusações e afirmou veementemente que as imagens não foram manipuladas.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *