Continua depois da publicidade

Após tirar a vida da própria esposa, homem a lava com cloro e desinfetante em SP

Mais detalhes foram expostos diante do ocorrido.

Um homem foi preso em flagrante na madrugada de domingo, dia 4 de janeiro em Itupeva, interior de São Paulo, acusado de matar sua esposa, Roseni Moreira Fernandes, de 51 anos.

O suspeito, um jardineiro de 42 anos, teria tido um desentendimento com a esposa, o que teria motivado o assassinato. As atitudes que ele tomou após tirar a vida de sua própria esposa chamaram atenção.

Após o crime, o homem, ao perceber que havia matado Roseni, tomou medidas para encobrir os indícios, incluindo dar um banho na esposa já falecida utilizando produtos de limpeza, como cloro e desinfetante.

Em seguida, levou a vítima para o hospital, alegando que ela havia caído no banheiro e batido a cabeça no box. No hospital, o suspeito relatou à equipe médica uma versão que contradizia os fatos, alegando ter dado banho na esposa com o objetivo de acordá-la.

O filho mais velho da vítima, ao chegar na casa por volta das 2h30 da madrugada, tentou socorrer a mãe, mas foi impedido pelo pai. Posteriormente, ele acionou o SAMU e as autoridades.

A Polícia Civil investiga o caso, e o delegado decretou a prisão em flagrante do homem pelo crime de feminicídio, considerando as evidências encontradas, como marcas de sangue na cama do casal e o relato contraditório do suspeito.

A tragédia choca a comunidade local, e as autoridades trabalham para esclarecer os detalhes do crime que devem ser expostos com mais detalhes em breve.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *