Continua depois da publicidade

‘Eu via as marcas nas costas dele’













O menino relatou para uma amiga sobre sua relação com o padrasto e mais detalhes foram expostos após um depoimento.



De forma recente, uma amiga do menino Pedro Lucas Santos, de apenas 9 anos de idade que está desaparecido desde o dia primeiro de novembro de 2023, na região de Rio Verdes Goiás, realizou um depoimento crucial para as autoridades avançarem nas investigações.

A Polícia Civil de Goiás conseguiu entender com mais detalhes o relacionamento do garoto com seu padrasto, José Domingos Silva dos Santos, de 22 anos. A polícia acredita que o menino está morto, e o padrasto foi preso como principal suspeito do crime.

“Eu sei que o padrasto e a mãe dele batia nele de cinto porque eu via as marcas nas costas dele”, disse a amiga, revelando o seu relato para as autoridades.

A menina deixou bem claro que Pedro e o padrasto não tinham uma boa relação, e o menino já tinha dito que o padrasto o odiava, o batendo com um cinto, como relatado. A amiga ainda acrescentou que Pedro dizia que o padrasto era chato e feio.

Adelson Candeo, o delegado responsável por investigar todo o caso, destacou que o depoimento acabou expondo a intensidade do ódio e da violência que estão presentes na relação entre Pedro Lucas e seu padrasto.

Agora, a polícia continua as investigações para esclarecer os detalhes do caso e obter mais informações que possam levar ao esclarecimento do desaparecimento do menino. A família e a comunidade aguardam por respostas. Muitos estão pedindo por Justiça.








Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *