Continua depois da publicidade

Médico de 31 anos que morreu em grave acidente deixa filha e esposa grávida; mãe dele também morreu no acidente

Acidente aconteceu nesta última terça, dia 30 de janeiro.

Em uma reviravolta trágica do destino, o médico Miguel Lobo Filho, de 31 anos, e sua mãe, Maria Helena Faria, de 70 anos, perderam a vida em um acidente na GO-070, em Inhumas, na Região Metropolitana de Goiânia.

O trágico incidente ocorreu na última terça, dia 30 de janeiro, quando a caminhonete em que estavam colidiu na traseira de um caminhão estacionado no acostamento da rodovia.

Miguel, diretor da Unidade Básica de Saúde Benedito Guerra em Itaguari, região central de Goiás, deixa um legado de dedicação à medicina. Além da comoção na comunidade médica, a perda foi profundamente sentida em sua vida pessoal.

O médico deixa a esposa grávida, Daniely de Sousa Lôbo, enfermeira e servidora pública. O casal já tinha uma filha, Dafnny, e aguardava a chegada de Miguel Neto.

A notícia abalou não apenas a família enlutada, mas também a comunidade de Itaguari. O prefeito Adelino Aquino decretou luto oficial nesta quarta, dia 31 de janeiro, em homenagem a Miguel e Maria.

A Secretaria de Saúde do município prestou solidariedade aos familiares e amigos das vítimas, destacando a importância do trabalho desempenhado pelo médico na Unidade Básica de Saúde.

O Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego) também expressou seu pesar pela perda do médico. Em nota, o Cremego se solidarizou com a família, amigos e toda a comunidade médica goiana, ressaltando a tristeza do momento.

O legado de Miguel Lobo Filho permanecerá vivo na memória daqueles que foram tocados por sua dedicação à medicina e sua presença marcante na comunidade.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *