Continua depois da publicidade

Sobrinho da ministra Marina Silva perde a vida de forma cruel e polícia traz destalhes do crime

A polícia segue investigando o caso.

A ministra Marina Silva, responsável pela pasta do Meio Ambiente, expressou pesar pela trágica perda de seu sobrinho-neto, Cauã Nascimento Silva, de 19 anos, vítima de um crime no estado do Acre.

Em uma publicação feita em uma plataforma de mídia social, na noite de terça-feira, Marina compartilhou suas palavras, destacando a partida prematura de Cauã.

De acordo com a ministra, seu sobrinho foi mais uma das tantas vítimas da violência e da criminalidade que assola os bairros da periferia do Brasil.

“Com imenso pesar e dor, recebo a notícia de que meu sobrinho-neto Cauã Nascimento Silva, de 19 anos, foi assassinado nesta terça-feira (6/2) em Rio Branco, no Acre”, diz um trecho do comunicado da ministra.

Cauã Nascimento Silva encontrou seu fim de maneira trágica, vítima de disparos de arma de fogo em sua residência localizada na capital do estado, Rio Branco.

Segundo informações disponíveis, o jovem estava em seu quarto quando a residência foi invadida por indivíduos armados, que adentraram o ambiente e efetuaram os disparos.

Relatos adicionais indicam que Cauã residia na casa com sua tia, um primo e outros membros da família. Até o momento, não foram divulgadas informações mais detalhadas sobre o parentesco do jovem com Marina Silva.

Uma pessoa que presenciou o ocorrido relatou ter avistado os dois agressores deixando o local em uma motocicleta logo após o crime. De acordo com esse relato, uma criança de apenas 9 anos estava presente na residência no momento do ataque.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado para intervir, entretanto, ao chegar ao local, lamentavelmente, Cauã já havia perdido a vida.

A área foi devidamente isolada pela Polícia Militar e os peritos da Polícia Civil foram mobilizados para examinar a cena do crime. A condução das investigações ficará sob responsabilidade das autoridades competentes da Polícia Civil do Acre.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *