Connect with us

Entretenimento

Fantástico expõe reportagem sobre o sombrio falecimento de Djidja, amiga de Isabelle Nogueira

Fantastico expoe reportagem sobre o sombrio falecimento de Djidja amiga

A empresária e ex-sinhazinha do Boi Garantido, Djidja Cardoso, faleceu na última terça-feira (28/05) sob suspeita de overdose, lançando luz sobre uma série de acontecimentos perturbadores e sombrios.

Continua depois da publicidade

Uma reportagem realizada pelo Fantástico, neste último domingo (02/06), expôs novas informações sobre polêmico caso.

Seita organizada pela família de Djidja

Djidja, junto com sua mãe Cleusimar e seu irmão Ademar, estão sendo acusados de fazer parte de uma seita que eles mesmos criaram, chamada “Pai, Mãe, Vida”. A seita, que incentivava o uso de cetamina para alcançar uma suposta plenitude espiritual, está agora sob intensa investigação policial.

Continua depois da publicidade

De acordo com a Polícia Civil, os três membros da família iniciaram o uso da substância há pouco mais de um ano. A droga, um anestésico veterinário, foi adotada pelo trio em rituais diários que visavam alcançar estados alterados de consciência.

Esses rituais frequentemente eram compartilhados nas redes sociais, onde eles afirmavam alcançar uma plenitude espiritual. No entanto, o uso contínuo e abusivo da substância levou a alucinações severas e, eventualmente, à morte da ex-sinhazinha.

Segundo a polícia, a seita era centrada em uma interpretação distorcida de figuras bíblicas. Ademar se via como a reencarnação de Jesus Cristo, Cleusimar como Maria e Djidja como Madalena. Esse delírio coletivo foi alimentado pela leitura de livros religiosos e pela constante utilização da cetamina.

Investigação da polícia já tinha iniciado

Em abril deste ano, as autoridades começaram a investigar a família por tráfico de cetamina. Verônica da Costa, gerente de um salão de beleza de Djidja, foi identificada como a responsável por adquirir a droga ilegalmente de clínicas veterinárias.

Além das acusações de tráfico de drogas, a polícia também investiga um possível caso de estupro de vulnerável. Uma ex-namorada de Ademar relatou ter sido aliciada para entrar na seita e forçada a usar a substância ilegal.

Sob efeito da droga, ela teria sido abusada sexualmente, e há indícios de que ela sofreu um aborto devido ao uso contínuo da substância.

Vale lembrar que após o falecimento de Djidja, a ex-BBB Isabelle Nogueira se comoveu com a notícia. Cunhã fez questão de prestar uma homenagem para a amiga em suas redes sociais e expor a dor que estava sentido.

Leia Mais
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2020 | Fofochicanco.com