Continua depois da publicidade

Justiça da Bahia cancela show de Gusttavo Lima contratado por cidade em estado de emergência por R$1,3 milhão

Município vive situação dramática e abriu os cofres.

O show de Gusttavo Lima, contratado pelo município de Campo Alegre de Lourdes, foi cancelado pela Justiça da Bahia. O evento acabou alvo de polêmica após ter sido exposto pelo O Globo.

Alguns pontos contribuíram para a polêmica, e revolta de moradores. Campo Alegre de Lourdes, localizada no norte do estado, sofre com a forte estiagem que atinge a região e, por isso, esta em estado de emergência.

A situação excepcional segue até março e permite que a prefeitura recorra a mais recursos financeiros do Governo Federal, acima do inicialmente planejado. No entanto, a contratação do cantor gerou revolta.

Gusttavo se apresentaria no feriado de comemoração da padroeira da cidade e foi contratado por R$1,1 milhão, mais R$200 mil para transporte de material e pessoal. O show, no entanto, não deve acontecer.

Após ação do Ministério Público da Bahia, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) determinou que a prefeitura não repasse os valores. O dinheiro seria enviado à produtora Balada Eventos e Produções, responsável pela contratação.

Outro ponto que chama a atenção, reforça a polêmica, e foi citada na decisão da Justiça, é o valor repassado pela prefeitura à pasta da Cultura. O orçamento para todo o ano de 2023 foi de apenas R$ 413 mil.

O valor foi considerado excessivamente alto para a contratação de um único artista, especialmente por ter sido feito sem licitação, sem estudo de impacto que justificasse o enorme investimento.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *